Skip to Content

Diário de gravidez

3 jun

Quase 8 meses de gravidez e NOSSA! Passou voando! Já, já meu bebê chega e eu estou super empolgada. Tanta coisa acontecendo, tanto pra organizar, enxoval, reforma do apê… Ufa! E eu ainda não terminei todos os preparativos! kkk

Sei que o blog não é voltado para isso, mas resolvi trazer alguns pontos que podem ajudar as futuras mamães.

Tipo dúvidas comuns sobre estrias, inchaço, tratamentos recomendados etc. Tudo baseado na minha experiência, hein! É importante que toda gestante tenha orientação médica porque cada corpo se adapta e reage de uma forma diferente. Ahhh, essa foto linda da capa foi do ensaio que fiz com a fotógrafa Luiza Gameiro no último finde! Tô louca pra ver tudo e postar aqui pra vocês também porque ficou muito mara!! Também vou aproveitar esse momento gravidinha para postar algumas ideias de looks que tenho usado, pois sei o quanto isso ajuda (não é tão fácil e simples ficar estilosa com esse barrigão! hehe). Então vem comigo que lá vem textão!

Alimentação: não tive acompanhamento de nutricionista e me arrependo bastante porque, além de ajudar a controlar o peso, você vai ter uma dieta específica para o crescimento saudável do seu baby. E isso, sem dúvida, é o mais importante. Eu confesso que fui um pouco relapsa e relaxei, mas sem muito exagero. Não me privo das gordices, mas tento sempre incluir alimentos saudáveis e nutritivos porque sei da importância disso para o meu pequeno. Então tem docinho todo dia? Tem sim, senhor! Mas minhas taxas estão todas ok, amém! Até o momento foram 11kg e ainda falta pouco mais de um mês. Mas olha, nosso corpo muda muito durante a gravidez, aparece uma gordurinha aqui, outra acolá… muita celulite, bumbum fica feio! Então o negócio é relaxar e aproveitar cada momento da gestação sem muita paranóia. O ideal mesmo é cuidar da alimentação para uma gravidez saudável, além de ficar mais fácil perder peso e voltar à boa forma após o nascimento do bebê.

Enjôos e azia: pior parte da gravidez EVER! Pelo menos para mim! O primeiro trimestre fui super estressante porque não conseguir comer dá um desespero, ainda mais quando comer é algo muito prazeroso pra você (pra mim é e muito! kkk). Daí vem uma mistura de enjôo, com uns desejos repentinos e uma azia irritante que simplesmente não passa. Eu, sinceramente, comia o que me dava vontade de comer. E isso significa: baganas! Gente do céu, eu comia muita porcaria porque, ou era isso ou ficava com fome. Eu me esforçava para, pelo menos, tomar vitaminas e suquinhos. Graças a Deus que isso passa e, a partir do quarto mês, nosso apetite volta! E é aí que a gente tem que tomar cuidado pra não sair comendo tudo o que vê pela frente para compensar aquele período sofrido! A propósito, o segundo trimestre da gravidez é o melhor de todos! A barriga não está muito grande, ainda temos disposição, voltamos a comer com alegria… Então aproveitem para resolver todos os preparativos do enxoval.

Atividade física: antes de engravidar, estava uns quatro meses sem fazer exercícios. Daí engravidei e não pude voltar mesmo, pelo menos no primeiro trimestre, ainda mais porque tive um pequeno descolamento. Então melhor não arriscar, né? Até porque os três primeiros meses são uma fase bem delicada para a fixação do embrião e formação do baby. Voltei para a academia no quarto mês de gestação e retomei a velha e boa musculação, mas com muita orientação e de forma leve. Embora estivesse parada antes de engravidar, tinha um bom condicionamento físico, o que contribuiu para retomar os exercícios. Como não sou e nem nunca fui (nem nunca serei) musa fitness rsrs, minha série é bem simples, sem muito peso e, obviamente, orientada por um profissional. Inclui caminhada, agachamentos, panturrilha, alguns exercícios de braço, costas e fortalecimento da região lombar. Comecei indo 3x por semana e lá pela 28ª semana de gravidez passei a ir apenas 2x porque já me sinto bastante cansada e pesada (estou com 33 semanas). Mas, enquanto minha médica autorizar, vou me esforçar para continuar indo.

Estrias: Deus me deu uma boa genética e até agora nenhuma estria na minha conta! haha Como já falei aqui antes em outro post, tenho usado o famoso Mustelão (dicas de produtos aqui) e minha pele ficar super hidratada. Passo sempre após o banho na barriga, costas, bumbum, parte interna das coxas e nos seios (menos aréola e bico por conta da amamentação). Minha dermato também indicou usar o Hidraporyn da Mantecorp misturado com umas gotinhas do óleo firmador para gestantes da Clarins (Tonic Body Treatment Oil). E sempre importante lembrar: beber muiiiiiita água ajuda bastante na prevenção.

Drenagem linfática: gente, drenagem é vida e amor! 😀 Amo toda vez que vou para uma sessão de drenagem! Além de diminuir a retenção de líquidos, eu e meu Ben relaxamos juntos. É uma delícia! Quem puder fazer, invista nisso porque vale super a pena. Eu confesso que não tive muitos problemas com inchaços, mas já vi mulheres que ficam muito inchadinhas durante a gravidez, e a drenagem alivia bastante nesse aspecto. Faço apenas uma vez por semana por falta de tempo e comecei a partir do 5º mês de gestação após autorização da minha médica.

Fisioterapia para gestantes: comecei há pouco tempo por conta das dores na região pélvica que têm sido cada vez mais intensas e super recomendo. Vou fazer post só sobre isso porque achei muito interessante e não tinha ideia de como esse tipo de atendimento pode nos ajudar durante a gestação. Basicamente, a fisio para gestantes auxilia no fortalecimento do períneo para que a gente tenha mais força, elasticidade e coordenação durante o parto. Eu achei o máximo porque, além dos benefícios para o parto em si, ainda há o acompanhamento pós-parto para ajudar no fortalecimento do assoalho pélvico (imagina o que acontece com um bebê abrindo toda a sua bacia?!) e também para “colocar” o abdômen no lugar (yayyy!). Vou falar sobre tudo isso com mais detalhes (onde faço, como funciona benefícios etc etc), porque tem muita informação bacana pra ser compartilhada com vocês.

Pele e cabelo: primeiro trimestre da gravidez foi terrível pra minha pele. Parecia uma adolescente de tanta espinha, inclusive falei sobre isso no post anterior. Apesar de já ter passado pelo momento crítico, minha dermato achou melhor manter suspenso o uso dos meus cremitchos do rosto e área dos olhos até Benício nascer. Então continuo usando a pomada Azelan todos os dias pela manhã e à noite intercalo com a vitamina C Active C10 da La Roche. Ah, e protetor solar sempre! Meu queridinho do momento é o Anthelios Airlicium com cor da La Roche, proteção 70, porque ele é um gel-creme que deixa a pele sequinha. Quanto ao cabelo, não tenho muito o que dizer porque não fiz absolutamente nada durante toda a gravidez, a não ser cortar. Achei melhor não arriscar nenhum tipo de pintura nem essas escovas redutoras, mesmo que digam que não tem formol. Como ainda não tenho cabelo branco, desencanei mesmo com essa história de pintar cabelo (apesar de sentir muita falta da ruivice rsrs). Mas é tudo pelo bem do meu baby, já já dou um tapa no visu novamente! haha E quem não consegue ficar sem pintar, converse com sua médica para saber qual produto indicado, hein!

Bom, espero que as dicas tenham sido úteis! Acompanhem também no Instagram: @meggthurner. E quem quiser tirar alguma dúvida ou compartilhar alguma experiência, deixe aqui nos comentários!

Beijos,

assinatura

Tags: , , , , , , , , ,

Postar um novo comentário

Seu comentário pode levar alguns minutos para aparecer.

*

Fashionland. Todos os direitos reservados ® 2012

ponto criativo