Skip to Content

Caveiras: modismo, cultura ou subversão?

1 nov

Ontem foi comemorado o Dia das Bruxas, amanhã é o Dia de Finados aqui no Brasil e em muitos países da América Central, como o México, por exemplo, o Dia dos Mortos é celebrado nos dias 1º e 2 de novembro.

Por isso, hoje resolvi falar sobre caveiras. Afinal, elas costumam estar associadas à morte e, muitas vezes, funcionam como símbolo subversivo, ligado à cultos satânicos e macabros.

Mas será isso, realmente, o que representam as caveiras?

A moda há algum tempo se apropriou desse símbolo e o transformou em “ícone fashion” estampado em roupas, bolsas, sapatos, além de virar uma infinidade de acessórios como anéis, colares e brincos. O Caveirismo se popularizou entre meninas e meninos, mocinhas e mocinhos, senhoras e senhores. Não importa a idade, muita gente se rendeu à essa moda e utiliza a caveira de diferentes formas: fofinhas, meigas, engraçadas, dark, punk… Para uns já virou até estilo de vida!

page_01

As caveiras por muito tempo foram subjugadas, associadas à bandidos, roqueiros ou drogados. Além disso, por estarem ligadas à morte, as caveiras serviam de símbolos macabros, onde seitas se utilizavam delas em seus rituais. Tudo isso só reforçava o preconceito e a má impressão.

Mas o que muita gente não sabe é que existem culturas que utilizam as caveiras em seus rituais religiosos, os quais não tem absolutamente nada a ver com demônios, diabo, satanás, belzebu, coisa-ruim, lúcifer ou o “diabo a quatro”.

Nos Países da América Central, em especial o México, o “Día de Muertos” é uma tradição cultuada e ensinada, inclusive, nas escolas. Trata-se de uma celebração herdada de civilizações que viviam nesses países muito antes da chegada dos espanhóis, cujo ritual envolve caveiras por toda a parte, símbolos da morte e do renascimento da pessoas falecida. Venerar, honrar e até rir da morte fazem parte dessa cultura.

page_03 page_04

Altares são feitos para receber as almas daqueles que se foram. O Altar de Muertos é composto por fotos do(a) falecido(a), caveiras, velas, cruzes, objetos pessoais, flores, pães, oferendas como bebidas ou a comida preferida da pessoa que morreu, doces e até brinquedos para as almas das crianças que visitam o mundo dos vivos na data de hoje… O dia da visita dos adultos mortos é o dia 2, dia de Finados aqui no Brasil. Cada elemento no altar tem um significado para esse ritual. Os mexicanos acreditam que essa é uma maneira dos vivos se relacionarem com os mortos.

Trata-se de uma celebração de vida e morte, de reencontro, de alegria e de respeito por aqueles que já se foram e hoje vivem em outro plano. As caveiras vestidas de mulheres representam a Dama da Morte, hoje mais conhecidas por Catrinas (uma alusão aos desenhos de José Guadalupe Posada, ilustrador e caricaturista mexicano). Há também as caveiras de açúcar que são doces em formato de crânio colocados nos altares (o nome da pessoa morta vem escrito nesses doces), os quais são consumidos por parentes e amigos.

page_02

Para nós, tudo isso pode parecer estranho e macabro, pois a morte no nosso país é vista de outra forma, talvez até um tanto dramática e dolorosa.  Mas independentemente do que a morte representa, é preciso nos libertarmos de preconceitos e julgamentos. Símbolos estão em toda parte e podem levar a infinitos significados e interpretações. Cabe a cada um de nós respeitá-los.

Modismo, elemento cultural ou ideia de subversão… Não importa! Carregue a sua crença particular sem ferir, zombar, difamar ou julgar a opinião do próximo. A vida é bem mais simples quando a gente entende isso. .. Beijos e ótimo final de semana para todos! 😉

Fotos: pinterest.com

Tags: , , , , , , , , ,

  1. Nayane 1 de novembro de 2013

    Fashionland além de moda é muita cultura!

    Adorei!

    Bjsss

Trackbacks

  1. Fashionland » Coleção Alto Verão 2014
  2. Fashionland » Epitaph: um ensaio fashion sobre a morte

Postar um novo comentário

Seu comentário pode levar alguns minutos para aparecer.

*

Fashionland. Todos os direitos reservados ® 2012

ponto criativo